Volta às aulas com lembrancinhas inspiradas no Sítio do Pica-pau Amarelo

Volta às aulas com lembrancinhas inspiradas no Sítio do Pica-pau Amarelo

A volta às aulas é um momento que pode causar ótimas impressões durante o restante do ano! Por isso a gente pensou na melhor forma de demonstrar o carinho pelos alunos de forma simples, mas incentivadora. E o sítio do Pica-pau Amarelo, de Monteiro Lobato, foi a base que utilizamos para usar como dicas para alegrar ainda mais o início de ano da criançada, tonando esse momento especial em um incentivo ao estudo e a leitura por meio de lembrancinhas!

 

Aqui vão algumas dicas inspiradoras para introduzir um pouco da literatura brasileira aos pequeninos:

 

Se está liberado um docinho, que tal usar um caldeirão da cuca para mostrar que ao invés de fazer uma gororoba ela se inspirou na tia Nastácia e preparou um delicioso brigadeiro mágico para as crianças conseguirem se concentrar mais ainda nas aulas e aprenderem com mais facilidade?

 

E que tal se aventurar nas ponteiras de lápis para deixar os baixinhos ainda mais interessados nas aulas e em praticar a escrita? Esse modelo de ponteira é feito em biscuit, mas existem diversos outros materiais que você pode utilizar, inclusive papel EVA e papel cartão. Usando algum desses outros materiais você pode até convidar os alunos a fazerem sua própria lembrancinha de primeiro dia com os seus personagens favoritos do Sítio!

 

Os “dedoches”, além de fazerem qualquer criança rir ou ficar curiosa com esse nome, são um ótimo presente e consegue manter a criançada entretida e interessada em sua história! Use tecidos mais durinhos, além de canetas para tecido para os pequenos detalhes. Aproveite, e caso queira, auxilie os pequenos a fazerem os seus dedoches, e ao invés de mexer com linha e agulha, busque uma cola antialérgica, a diversão é garantida!

 

Quem gostou das dicas e vai colocar em prática, corre lá para as nossas redes sociais e mostre os trabalhos feitos por você e seus alunos com a temática Sítio do Pica-pau Amarelo. Adoramos ver as obras de Lobato serem passadas adiante, e melhor ainda, com a ajuda da criançada na escola em uma aulasuper dinâmica.